A ESCOLA

“A Pedagogia Griô é uma pedagogia facilitadora de rituais de vínculo e aprendizagem entre as idades, entre a escola e a comunidade, entre grupos étnico-raciais, saberes ancestrais de tradição oral e as ciências e tecnologias universais. Trabalha por meio de um método de encantamento, vivencial, dialógico e partilhado para a elaboração do conhecimento e de um projeto de comunidade/humanidade que tem como foco a expressão da identidade, o vínculo com a ancestralidade e a celebração da vida. Na Pedagogia Griô, os facilitadores dos rituais afetivos e culturais são os educadores griôs e os griôs aprendizes comprometidos com o reconhecimento do lugar social, político, cultural e econômico dos mestres griôs na educação.”

(Líllian Pacheco – Pedagogia Griô: a reinvenção da roda da vida)


A Escola de Formação em Pedagogia Griô é fruto de 20 anos de trabalho, pesquisa e ações comunitárias. Foi fundada oficialmente em 2016 pelos criadores da Pedagogia Griô, Líllian Pacheco e Márcio Caires, em parceria com griôs aprendizes, educadores em formação e autores de referência em educação, educomunicação e cultura brasileira.

É fundamentada na vivência, reflexão e sistematização do trabalho comunitário realizado pelo Ponto de Cultura Grãos de Luz e Griô desde 1998, com a comunidade de Lençóis (BA). A partir do Programa Ação Griô NacionalPrograma Ação Griô Nacional / Programa Cultura Viva (2005 a 2011), a experiência do Grãos foi compartilhada com 600 entidades e tornou-se referência em cultura e educação em todo o Brasil.

A Escola de Formação em Pedagogia Griô busca referências e estratégias para a construção de uma educação afetiva, cultural e comunitária que valoriza a identidade e a ancestralidade do povo, integrada a um projeto de comunidade/humanidade nas áreas de meio ambiente, economia solidária, comunicação livre e sustentabilidade, com foco em grupos e comunidades tradicionais rurais e de periferia.

Além do trabalho de base comunitária, a Escola tem o objetivo de dialogar com o desenvolvimento científico, tecnológico e cultural, interagindo a tradição oral e o ensino formal, em parceria com escolas, universidades, institutos e centros de pesquisa.